MARANATA

Loading...

terça-feira, 27 de março de 2012

SUGESTOES DE MENSAGEM


1. JOÃO 2: 1 a 7 – O MILAGRE EM CANÁ DA GALILÉIA. (evidências do dom de MARAVILHA)

 “E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.”

O Terceiro dia – Está relacionado a Jesus vivo a ressurreição de Jesus. A maneira de como o Senhor quer transformar o homem. Quem é o homem?
Seis talhas – Ou, seis vasos, ou seis vasilhames. Estas talhas simbolizam o homem, o homem como vaso. Era de pedra. Por que de pedra? É o homem na sua incredulidade. Na dureza de seu coração.
Estas talhas estavam ali naquela casa, e Jesus vai trabalhar exatamente nelas.
Estas talhas eram para a purificação dos Judeus. Eram destinadas ao rito de purificação quando se oferecia alguma oferta no templo, no culto, mostrando que o homem foi criado como um vaso nas mãos de Deus para ser uma benção nas mãos de Deus.
Mas naquele momento ali, Jesus vai encontrar naquela figura o homem; o homem duro de coração e o homem que está com seu coração completamente vazio. Embora não foi pra isto que Deus criou o homem. E o que o Senhor Jesus quer fazer com o homem assim?
Ele quer primeiro encher de água aquelas talhas. É Jesus quem enche o coração do homem quando ele batiza o homem com o espirito santo. Ele concede sua salvação, batiza com espírito santo, e o enchimento é até transbordar, ou seja,
até em cima, por quê? Porque ali, está o transbordar do espírito santo. Agora estes vasos, essas talhas, estão prontas para serem levadas ao mestre sala.
Elas agora estão prontas para dentro delas se operar o grande milagre, o milagre da transformação.


2. JOÃO 5: 5 a 8 – A CURA DO TANQUE DE BETESDA. (evidências do dom de CURA)

“E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.”

Aquele homem, quando expressa no verso 7:
“não tenho homem algum”, era a esperança dele no homem, no esforço humano. Era uma salvação que dependia do esforço humano, das obras. Era o entendimento do velho testamento.
Ele precisava de um homem que o ajudasse a descer ao tanque de Betesda. A esperança existente neste homem era uma esperança que apontava para baixo, ou seja, “antes que eu desça, outro desce antes de mim”, ou seja, era uma esperança de salvação para esta vida terrena.
Por mais esforço que alguém fizesse, este esforço era para fazer aquele homem descer.
Quando ele encontra com Jesus, a salvação em Jesus vai mostrar agora outra característica.
1°: o que vai salvar aquele homem vai curar aquele homem, é a palavra de Jesus, e não o esforço. Por quê? Porque a salvação em Jesus não é pelas obras, não é pelo esforço, mas é pela graça do Senhor.
Então a palavra de Jesus consistia em que? 1°- que aquele homem se levantasse, ao contrario do que ele esperava de outros homens. Porque o que ele esperava era que alguém o fizesse descer.
Mas Jesus o faz subir, ou seja,
“levanta-te”, a expressão, levanta-te, é mostrando que a salvação em Jesus não é para objetivos terrenos. Mas a salvação em Jesus é para a vida eterna.

“toma a tua cama e anda”, É o homem que se apropria da salvação em Jesus para caminhar nesta vida. Ele vai continuar vivendo esta vida aqui, mas vai viver esta vida diante do impulso da palavra de Jesus. Ou seja, é a salvação dinâmica, a caminhada na presença de Jesus.
 


3. LUCAS 19: 5 - ZAQUEU. (evidências do dom de CIÊNCIA)

 “E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa”.

Jesus conhece a Zaqueu. Zaqueu procurava ver quem era Jesus.
Jesus conhece Zaqueu porque ele tem o conhecimento. Ele o chama pelo nome, e ainda mais, ele conhecia a necessidade que Zaqueu possuía dentro da sua casa.
“Hoje me convém pousar em tua casa.”
Era o conhecimento completo de Jesus. Não só do nome de Zaqueu, mas da necessidade dele. E também aquilo que ele tinha de necessidade dentro do lar dele que era a salvação.
Jesus entra e diz: “Hoje veio salvação a esta casa.”.
Era o que a casa de Zaqueu precisava e Jesus sabia disto.



4. JOÃO 11: 16 – LAZARO. O MILAGRE DA VIDA. (evidências do dom de MARAVILHA)

 “Disse, pois, Tomé, chamado Dídimo, aos condiscípulos: Vamos nós também, para morrermos com ele”.

O que é a maior maravilha existente na ressurreição de Lazaro? É a morte ser transformada em vida.
Jesus vai falar em João 11: 26 “Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto viverá, e aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais.”
É a morte dando lugar a vida. Onde Jesus está não há morte, á vida.
O maior milagre do Senhor Jesus, é exatamente transformar o homem da morte para a vida.
Quando você vê que a família de Lazaro estava presente, os judeus que foram consolar Marta e Maria também estavam presentes, mas Lazaro estava morto e foi sepultado, ou seja, todo esforço que alguém pode fazer não evitou que Lazaro fosse morto, que Lazaro fosse sepultado e era já o quarto dia.
OBS: Você pode enfatizar sobre o homem no pecado. O homem que todas as esperanças de salvação dele acabaram. Ninguém mais pode fazer nada por ele. É neste momento que Jesus chega para abrir aquele tumulo e dar vida a Lazaro.
O grande segredo desta mensagem é mostrar o que nós pregamos sobre milagre. Nós não pregamos sobre milagre como muitos pregam; milagre para esta vida aqui. O grande milagre é a salvação em Jesus.


5. LUCAS 7: 14 – O FILHO DA VIÚVA DE NAIM. (evidências do dom de MARAVILHA)

 “E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar”.

Ali estava a grande maravilha, por quê? Porque não só o moço estava morto, não só a mãe chorava, mas uma sociedade inteira envolvida num pranto daquele.
A caminhada era em direção ao tumulo, para sepultar o moço.
O grande segredo do milagre foi o encontro com Jesus. Ali duas multidões se encontravam uma que levava a morte, mas a outra multidão que trazia a vida.
Naquele dia houve um encontro da morte com a vida. O resultado agora é o que? Toda a história daquele moço terminava ali. Mas agora a história teria continuidade através do encontro com Jesus, ou seja, como resultado do encontro com Jesus.
Aquele moço morrendo acabou a herança daquela família.
Jesus devolve tudo aquilo, não só para aquela família, mas devolve também para aquela sociedade. Este é o grande milagre; é o homem que Jesus salva e recupera este homem na família na sociedade e a própria vida dele.
OBS: É uma mensagem apropriada para o momento, até para este domingo à noite no culto de salvação.


6. JOÃO 4: 19 – A MULHER SAMARITANA. (evidências do dom de CIÊNCIA)

 “Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta”.

Ali esta o conhecimento de Jesus. Jesus teve ciência. O dom de ciência se manifestou ali.
A ponto dela disser: Senhor, vejo que és profeta.
Ali estava o Senhor Jesus reconhecido como profeta, pelo fato de ele ter conhecido o que havia na vida daquela mulher. Era a vida particular dela, era sua família, era o seu problema na sociedade, mas Jesus conhecia tudo isto.
Ele agora vai derramar sobre ela à água pura, a água limpa, a água da vida que é a sua palavra.
Isto esta relacionado a este sinal que Jesus operou ali, que despertou aquela mulher para reconhecer que Jesus é profeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário